Governo Federal lança serviço para registrar roubo e furto de animais e máquinas agrícolas

jan - 06
2022

Governo Federal lança serviço para registrar roubo e furto de animais e máquinas agrícolas

O sistema foi desenvolvido para proteger os bens do produtor rural, sejam eles de pequeno, médio ou grande porte

O agronegócio é um dos setores mais importantes para o crescimento do país. Para a manutenção e desenvolvimento do setor, os produtores rurais e pessoas que trabalham e vivem do campo dependem, muitas vezes, de materiais e equipamentos de alto valor agregado. Como forma de combater os crimes ligados ao campo e dar mais segurança ao produtor rural, o Governo Federal, por meio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), lançou o Sinal Agro.

Trata-se de um sistema que visa agilizar a comunicação com o produtor rural em casos de furto de animais do campo, como bovinos e equinos, e também o roubo e furto de maquinários e defensivos agrícolas. De acordo com o Chefe do Serviço de Gestão Negocial de Sistemas substituto, o Policial Rodoviário Federal Rafael de Luna, a plataforma foi desenvolvida para proteger os bens do produtor rural, sejam eles de pequeno, médio ou grande porte.

“É um sistema desenvolvido para colher as informações de qualquer ocorrência policial envolvendo roubo ou furto de animais, máquinas agrícolas ou defensivos agrícolas. Esse sistema tem como principal característica o recolhimento de informações através do próprio cidadão que entra na plataforma da PRF e cadastra no sistema Sinal Agro as informações referentes à sua localidade e às características de todos os produtos que tenham sido, por ventura, furtados ou roubados”, explicou Rafael de Luna.

De acordo com a PRF, desde o início das operações, em agosto de 2021, até 4 de janeiro deste ano, cerca de 135 defensivos agrícolas, 59 máquinas e 159 animais roubados já foram registrados no Sinal Agro.

Como acessar o sistema

Para acessar o Sinal Agro, basta entrar na página da PRF e clicar no ícone correspondente. Após seguir os passos, o produtor rural preenche um formulário indicando o bem que foi furtado e os dados do notificante. Ao receber a informação no sistema, um servidor da PRF analisará a ocorrência que, após ser validada, é disparada para todos os policiais em serviço num raio de 200 quilômetros. Estes policiais recebem um alerta no smartphone funcional com os dados do bem furtado/roubado e dão início à operação de busca.

“Não é necessário cadastro prévio dos bens e nem dos animais no ambiente virtual da PRF. É necessário apenas que o usuário informe [estes dados] no momento da ocorrência policial”, ressaltou Rafael de Luna. “Além disso, pode-se também fazer o registro da ocorrência tanto na web, no site da PRF, quanto pelo telefone 191, que é o nosso telefone de emergência”, completou.

O Sinal Agro está presente em todo território nacional e pode ser acionado 24h por dia, todos os dias da semana. De acordo com a PRF, quanto antes o produtor rural denunciar o crime ocorrido, maiores são as chances de recuperação do material roubado ou furtado. Acesse aqui o Sinal Agro e inclua sua ocorrência no sistema.

O registro no sistema Sinal Agro não substitui o Boletim de Ocorrência que deve ser feito na Polícia Civil.

Fonte: Governo Federal