Mercedes-Benz estende férias coletivas até 2 de maio

abr - 03
2020
mercedes

Mercedes-Benz estende férias coletivas até 2 de maio

Diante do atual quadro de pandemia do coronavírus no Brasil, com aumento diário de casos confirmados e de mortes provocadas pelo Covid-19, a Mercedes-Benz decidiu estender até 2 de maio as férias coletivas que, a princípio, tinham término programado para 23 de abril. O retorno está previsto para a segunda-feira, 4 de maio, “a depender da situação do País”.

A Volkswagen foi a primeira a anunciar, na semana passada, prorrogação das férias coletivas no Brasil até o final de abril e a DAF Caminhões comunicou também nesta sexta-feira, 3, prorrogação do período de paralisação até 20 de abril.

A Mercedes-Benz informa, em nota, que a medida foi adotada em prol do cuidado com seus colaboradores e familiares e também em razão dos impactos negativos da pandemia na indústria automotiva. A decisão abrange as unidades paulistas de São Bernardo do Campo e Iracemápolis e a mineira de Juiz de Fora. Todos os seus funcionários já estavam em casa desde 23 de março, inicialmente em regime de folga e, a partir do dia 30, em férias coletivas.

“O atual cenário traz grandes preocupações com nossos colaboradores e também, como não poderia deixar de ser, com a saúde financeira da empresa”, destaca a Mercedes-Benz. “Nesse contexto, vamos iniciar um processo de negociação com os sindicatos a fim de definir alternativas de gestão de mão de obra que possibilitem ajustar nossos atuais custos e volumes de produção à atual realidade”.

A Mercedes-Benz não adiantou quais propostas pretende apresentar aos trabalhadores para contornar a situação após o fim das férias coletivas. A General Motors já está negociando a adoção de lay-off com redução de salários da ordem de até 25%.